A Emoção da Tristeza

Este artigo já foi lido: 3018 vezes!

A Emoção da Tristeza

tRISTEZA

De repente estamos tristes e agora o que fazer com a tristeza?

Temos tudo, saúde, família, trabalho, amigos, enfim, tudo o que precisamos para viver e mesmo assim uma tristeza constante pode estar presente em nossa vida.

Assim como as outras emoções, a tristeza também tem o seu lado positivo, mas nós nos prejudicamos quando não sabemos o que fazer quando ela chega e a evitamos ou reprimimos.

O que é possível encontrar na Emoção da Tristeza mas não é possível encontrar num estado de Alegria?

A tristeza, quando ela se manifesta, ela só quer ser vista e quer com que nos interiorizemos, voltando nossa atenção para dentro de nós e nessa interiorização nos perguntar se estamos felizes com a nossa profissão, se o relacionamento está satisfazendo, se o curso que estou fazendo é realmente o que quero fazer, ou seja, estou vivendo a vida que gostaria de viver? Mas geralmente, num estado de tristeza, não fazemos essa conexão conosco mesmos . E esta mesma avaliação não é possível realizar num estado de alegria, pelo fato de que quando estamos alegres, voltamos nossa atenção para coisas fora de nós.

Tristeza

Perceber-se, sentir-se e identificar quando uma tristeza surge é como tirar a sorte grande. O que fazemos normalmente é achar ou dizer: “não estou legal” e começam uma avalanche de pensamentos negativos de vitimismos, do que não deu certo no passado, que só para você as coisas não dão certo, que as coisas ruins só acontecem com você e como um efeito dominó esses pensamentos lhe direcionam para o “fundo do poço”.

A partir de então, a vida passa a não lhe fazer sentido, as coisas realmente começam a dar errado, vem a depressão e pode inclusive adoecer. Mas apesar disso tudo você não lembra de entrar em contato com você para uma autoanálise que é o principal objetivo da tristeza se apresentar com tanta intensidade. Por isso a Vida nos leva aos extremos com doenças mais graves, com depressões profundas, tragédias, acidentes, perdas… para finalmente resolvermos buscar uma ajuda e buscar entendimento com nosso propósito de vida.

O sistema respiratório é o sinalizador de que estamos vivendo na frequência da tristeza.

Uma coisa que sempre me intrigava era o fato de histórias de câncer de pulmão se apresentarem em pessoas que nunca havia fumado ou que nunca foram colocadas em situações de risco, como poluição do ar ou contato direto com pó, e mesmo assim apresentavam câncer de pulmão.

Hoje em dia, quando estou com uma pessoa com pneumonia por exemplo, eu já pergunto: – o que está lhe deixando profundamente triste ultimamente? E a pessoa prontamente passa a relatar a situação que a está deixando envolvida com a emoção da tristeza. A partir disso se procura compreender a situação em si, fazendo com que a cura aconteça mais rapidamente.

Foi pensando em melhorar a minha qualidade de vida e a de outras pessoas que desenvolvi uma técnica de Transformação de Emoções Negativas em áudio, onde tristezas de longa data podem ser eliminadas, ou melhor, transformadas em alegria, em felicidade. Isso representa uma evolução mais rápida como ser humano e no estado de saúde das pessoas. E isso não deixa de ser um passo gigantesco voltado à evolução da humanidade. Digo isso, pelo fato do maior “vilão” de estarmos “patinando” são nossas emoções negativas. Que agora estão com os dias contados.


Nunca comentou num blog? Experimente agora!!
Para comentar não é necessário ter um blog é só colocar seu nome e e-mail.
O e-mail não será divulgado, portanto é seguro comentar.
Ah, você pode compartilhar essa página, para isso, clique no
Box Flutuante a esquerda da página e compartilhe em suas redes sociais.
O blog é seu também, você sempre será muito bem vindo(a)!!

Image and video hosting by TinyPic

Nada é melhor do que viver mais alegremente sem a presença da tristeza em nossa vida.

Tags: ,

Deixe um Comentário (7 comentários até o momento)


  1. raoul martinho
    5 anos ago

    miss Edi Kalsing:a sua mensagem sobre a “Emoção da Tristeza”atinge certamente o sentimento de milhões de pessoas se tiverem a sorte de ler o que eu li…toca no estado de espirito de milhões espalhados por esse mundo fora,que bonito seria se fosse traduzido em todas as línguas…Você Edi…escolhe sempre tópicos do dia a dia das pessoas e das coisas mais importantes da vida…a grandeza da sua motivação não tem preço e eu próprio devoro qualquer coisa que a senhora escreva,vejo sempre um video seu sempre que estiver ao meu alcance…posso afirmar que sou seu seguidor em tudo que você diz ou escreve…o seu trabalho é sempre positivo,quer você,fale de “medos,raivas,tristezas…tudo no que você fala”encontra certamente uma audiência atenta a todos os pormenores das suas palavras…(GOSTEI IMENSO DA MANEIRA QUE EXPOS ESTE ESTADO EMOCIONAL DA TRISTEZA)…BOM TRABALHO DE AUTOCONHECIMENTO.


    • Edi Kalsing
      5 anos ago

      Olá Raoul!!
      Ter um comentário dessa importância em meu blog só poderia enriquecer imensamente o conteúdo do mesmo.
      Agradeço muitíssimos as gentis palavras, que com certeza são uma injeção de ânimo para continuar buscando e continuar divulgando.
      Na verdade seu pouco, mas esse pouco pode fazer uma diferença na vida das pessoas, assim como fez na minha.
      Grande abraço e muito obrigada por comentar.
      Beijos!!


  2. Noemia
    4 anos ago

    Edi querida!

    Sabes que não tenho o dom da palavra, mas preciso deixar registrado….

    Muito obrigada, por existir…
    Você está fazendo a diferença na minha vida, e tenho certeza de que em muitas pessoas, pois isto você entende muuuito bem neh…. de PESSOAS! Adorei o artigo da tristeza, pois é a verdade, e você mais uma vez soube colocar a realidade que a gente muitas vezes não quer enxergar.


    • Edi Kalsing
      4 anos ago

      Querida Noemia!!
      Antes de mais nada muito obrigada por deixar seu comentário, você não faz ideia do quanto
      isso é importante para quem faz trabalhos como o meu.
      Fiquei muito feliz em saber que o conteúdo tenha lhe ajudado. Esse é o objetivo.
      Um forte abraço Noemia e tudo de bom para você e sua familia.


  3. Adriana
    4 anos ago

    É bem isso mesmo: a tristeza acaba sendo um encontro que você vem adiando, adiando, mas um dia ela te cerca e daí, você não tem pra onde correr. É a hora de uma análise sua de você mesmo… O conforto que temos é que, assim como as coisas boas passam, as ruins também passarão. No mais, obrigada mais uma vez Edi, pelo carinho e generosidade de sempre!


    • Edi Kalsing
      4 anos ago

      Olá Adriana!!
      Com muita alegria recebi seu comentário. Você colocou pontos muito ricos e precisos.
      Realmente a tristeza é um convite para entrar em contato com seu interior.
      Fazendo-o, a vida volta-se para o rumo da alegria, do amor…
      Muita sorte em sua vida Adriana.
      Muito obrigada por comentar.
      Forte abraço!!


  4. Roberta
    4 anos ago

    Muito bom o artigo, mas quando perdemos algo que gostamos muito temos que nos esforçar muito pra conseguir a alegria de volta.